17/11/2017

SNP celebra acordo de empresa com o Colégio Valsassina


 

É sabido que um recente contrato coletivo de trabalho aplicável às escolas do ensino particular e cooperativo (que não teve o SNP ou qualquer outro sindicato da CGTP como outorgante) representou o mais grave retrocesso de direitos e garantias dos trabalhadores deste setor nas últimas décadas.

O SNP, alinhado nomeadamente com a FENPROF e outras forças sindicais, tudo tem feito para defender os psicólogos, instando a que não cedam à pressão exercida por diversas direções do Ensino Particular e Cooperativo (EPC) nem aceitem um Contrato Coletivo de Trabalho (CCT) que chega, em algumas matérias, a penalizar mais do que o regime geral.

A prova de que vale a pena lutar, de que acordos que respeitem a progressão salarial e a manutenção das 35 horas podem ser celebrados, é o exemplo do Acordo de Empresa celebrado no passado dia 13 de novembro com o Colégio Valsassina, que incluiu entre outros sindicatos o SNP.

Outros colégios e escolas do Ensino Particular e Cooperativo se seguirão, demonstrando que apenas respeitando as condições de trabalho dos psicólogos se poderá, simultaneamente, garantir a qualidade do ensino e dignificar cada vez mais a profissão. 

Junta a tua voz à do teu Sindicato! Junta-te a esta luta! Sindicaliza-te!